sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Mesa para lanche da tarde

Ei pessoal, tudo bem? Durante minhas férias de janeiro, aproveitei para curtir muito minha família e minha casa. Em um desses dias resolvi fazer um lanche da tarde lindo e caprichado. Estreei uma toalha branca bordada que minha mãe me deu de presente, lembrança de sua viagem a Natal. Usei meu aparelho de chá branco com borda dourada, guardanapos brancos, porta guardanapos em flores, rosa e hortênsia, na cor coral e mini arranjos usando as mesmas flores dos porta guardanapos.

Para o lanche, servi pães recheados variados, pão de queijo e pão francês, biscoito de queijo, bolo de milho, rosca de coco, petit fours, queijo Minas, presunto de peru defumado, patê de frango, requeijão, manteiga, suco de manga natural, refrigerante, cappuccino, achocolatado, leite e café. Hum....estava tudo muito gostoso. Minhas convidadas amaram. Acho que quando fazemos com carinho, tudo fica mais gostoso, não é mesmo?
Espero que tenham gostado também. Um beijo.
Andreia




quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

A Mágica da Arrumação

Começo de ano é sempre uma boa ocasião para fazer uma arrumação geral na casa, que vai garantir um ambiente gostoso o ano todo. Sabia que quando você coloca a casa em ordem, também organiza a sua vida? "Rodeado apenas do que ama, você se torna mais feliz e motivado a buscar o estilo de vida que sempre sonhou". Esta é a essência do método de arrumação KonMarie, um "estilo de organização que transforma sua maneira de pensar e evita que a bagunça retorne".

Ganhei de presente da minha mãe o livro "A Mágica da Arrumação", da japonesa Marie Kon, que me conquistou logo nas primeiras páginas. Ela resume a organização em duas tarefas básicas: decidir o que será mantido e definir um lugar específico onde cada coisa será guardada. Para escolher o que será mantido, basta responder à seguinte pergunta: "Isso me faz feliz?" Se a resposta for sim, o item deve ser mantido, caso contrário, deve ser descartado. Outro ponto importante é que a organização deve ser feita por categorias e não por cômodo (ou localização). Assim, a sequência sugerida para uma arrumação eficiente é a seguinte: roupas, livros, papelada, itens variados e itens de apego emocional.

Fiquei tão entusiasmada com as dicas de organização apresentadas no livro que já coloquei várias em prática. Organizei todas as minhas roupas, dos meus filhos e os livros também. Pela primeira vez resolvi aproveitar os livros escolares do meu filho mais velho para o meu filho mais novo. Nunca tinha feito isso antes! Os livros estavam guardados, muito bem cuidados e conservados, com pouquíssima coisa escrita. Ao fazer a organização, vi que era impossível não reaproveitá-los. Por que estavam guardados? Não era este o principal objetivo? Resultado, fiz uma boa economia nas compras de material escolar este ano! 

Nos próximos dias, aproveitando o final das férias, pretendo continuar a organização da minha casa, seguindo a sequência sugerida. Fica a dica! Vale a pena conferir e aplicar o método KonMarie! Um beijo,
Luciana



Foto: Reprodução


segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Para dar água na boca

Alguns momentos em nossas vidas são especiais e se tornam inesquecíveis. E, muitas vezes é ao redor da mesa que desfrutamos esses prazeres incríveis.

A mesa que mostro hoje foi preparada para um evento exatamente assim: especial e inesquecível.

Vejam quantas delícias foram servidas na mesa de antepastos: caponata de beringela, torta de bacalhau, torta de camarão, queijo brie com geléia de damasco, permil, etc, etc, etc...

A mesa de almoço não podia ficar pra trás. Também estava maravilhosa, divina e apetitosa, com muitas delícias.

E finalmente, uma mesa de doces com o bolo mais delicioso do planeta terra! Vejam as fotos! Espero que gostem! Até a próxima,
Letícia






sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Nicho de conversação

Ei queridos leitores, tudo bem? 

Vocês já ouviram a expressão “nicho de conversação”? Confesso que não tinha escutado até o dia em que eu e meu marido decidimos reformar nossa casa. Fizemos o projeto e desenhamos quatro poltronas em volta de uma mini mesa redonda. Quando fomos à loja para comprar as poltronas, a vendedora nos disse que tínhamos feito um belo nicho de conversação!

E esse espaço, que até hoje não mostrei a vocês (não me perguntem o por quê, risos), é muito usado lá em casa. Meus amigos quando chegam já vão logo assentando lá para um primeiro bate papo. Muitas vezes, ficamos ali petiscando e bebendo algumas coisinhas antes de passarmos para a mesa principal. É realmente um espaço delicioso para boas conversas e risadas. 

E vocês, têm cantinhos assim em suas casas? Contem pra gente! Vou adorar saber como gostam de receber os amigos. Um beijo e até o próximo post!

Andreia

 




quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Noite de Pizza

Para comemorar os dois aniversários seguidos da minha casa de um jeito gostoso e muito prático, optamos por uma noite de pizza em família. Meu marido comprou as pizzas num restaurante próximo e servimos em casa.

Arrumei a mesa em tons de preto e branco, com sousplas de bolas e guardanapos xadrezes. Para compor a mesa, coloquei dois vasinhos de pimentas em garrafas de vidro no centro. Deixei os talheres sobre os guardanapos (para não voarem até a hora da festa) e dei um laço com fita vermelha para dar um charme a mais e jogar com as pimentinhas.

Para sobremesa não poderia faltar o sorvetão de bis (veja a receita aqui) e as trufas da minha sogra. Foi uma noite muito agradável! Estava tudo uma delicia! Um beijo,
Luciana





segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Mesa para amigas

Pessoas especiais, merecem mesas especiais! Foi pensando assim que preparei essa mesa, com muito carinho, para receber duas amigas em minha casa.

As passadeiras rendadas foram presentes da minha mãe, trazidas de Portugal. Usei os sousplats de madeira da Art & Etc, e porta guardanapos no mesmo tom. No centro da mesa, misturei um arranjo floral e dois cachepôs de verdinhos!

Tomamos um vinho delicioso, que trouxemos da Vinícola Don Laurido, durante nossa viagem pela Serra Gaucha. No cardápio, alguns petiscos de entrada e um canelone de presunto e mussarela para o jantar. Foi um encontro delicioso: não faltaram bons papos e boas risadas!

Até a próxima. 
Leticia





sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Torta de abacaxi com coco

Ei gente, tudo bem? Hoje a receita que trago para vocês é de uma torta de abacaxi com coco. O Marcelo, meu amigo do trabalho, levou essa maravilha que ele fez em um café da manhã que fizemos. Confesso que não sou muito fã de abacaxi em bolos ou tortas, mas a apresentação estava tão linda que já comecei comendo com os olhos, literalmente.

Resolvi experimentar. A torta ainda estava morna quando comi. Gente, eu amei!!!!! Logo pensei em compartilhar a receita aqui com vocês e espero que gostem tanto quanto eu. Depois me contem se foi aprovada. Um beijo,

Andreia

Ingredientes para a massa:
1 xícara de açúcar de confeiteiro
500 gramas de farinha de trigo com fermento
240 gramas de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
2 ovos

Ingredientes para o recheio:
2 abacaxis cortados em cubinhos e escorridos
14 colheres de manteiga sem sal
400 gramas de açúcar refinado
3 xícaras de coco ralado
4 ovos

Modo de fazer:
Para fazer a massa, misture todos os ingredientes secos e reserve. Num processador, bata a manteiga por 15 segundos, adicione o ovo e continue batendo mais um pouco. Leve à geladeira até endurecer. Depois, picar a manteiga em pedacinhos e incorporar à mistura dos ingredientes secos (faça isso com a ponta dos dedos mesmo).  

Forre o fundo de uma forma redonda (de fundo falso) com a massa e distribua o abacaxi picado e escorrido sobre ela, apertando um pouco. Leve à geladeira enquanto prepara o recheio. Pré-aqueça o forno a 200° C. 

Para o recheio, coloque em uma batedeira a manteiga e o açúcar e bata até ficar fofo. Junte os ovos, um de cada vez, e continue batendo. Por fim, coloque o coco e misture com uma colher. Coloque essa mistura sobre a massa que estava na geladeira e leve ao forno por cerca de 50 minutos, até dourar. Espere esfriar um pouco e desifnorme. Pode ser servida ainda quente ou fria. Polvilhe um pouco de açúcar de confeiteiro por cima da torta e use mirtilos, morangos e cerejas para decorar. 

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Nhoque de batata baroa

Testei, no último final de semana, uma receita da Rita lobo, que ficou uma delicia! Ao invés do tradicional nhoque de batata, este é feito com batata boroa (ou mandioquinha), que dá um sabor mais marcante ao prato. Para o molho, a sugestão é manteiga e sálvia. Se preferir, o molho pesto ou à bolonhesa também ficam ótimos! Como eu não tinha em casa a sálvia fresca, fiz o molho de manteiga (sem sálvia) e também o molho pesto. Aprovado! Segue a receita. Espero que gostem! Um beijo,
Luciana


Nhoque de mandioquinha (ou batata-baroa) com molho de manteiga e sálvia
Rita Lobo - Cozinha Prática

Ingredientes
  • 1,5 kg de mandioquinha (batata-baroa)
  • 2 gemas
  • 1 1/4 xícara (chá) de farinha de trigo
  • 100 g de manteiga
  • 1 maço de sálvia
  • 1 colher (sopa) de sal
  • farinha de trigo para polvilhar a bancada

Modo de preparo

  1. Lave, descasque e corte cada mandioquinha em 3 pedaços. Transfira para uma panela grande e cubra com água. Leve ao fogo alto. Assim que ferver, diminua o fogo e deixe cozinhar por mais 15 minutos, até ficarem macias - espete com um garfo para verificar o ponto.
  2. Transfira as mandioquinhas para uma peneira e deixe escorrer bem a água. Sobre uma tigela, passe as mandioquinhas, ainda quentes, por um espremedor de batatas e tempere com o sal.
  3. Acrescente ¼ de xícara (chá) da farinha de trigo para resfriar a mandioquinha - isso evita que, ao incluir as gemas, elas não cozinhem com o calor..Adicione as gemas e amasse bem. Junte o restante da farinha aos poucos, até dar ponto. Para verificar o ponto da massa: com as mãos limpas, separe uma porção da massa e tente modelar uma bolinha sem que grude nas mãos. A quantidade de farinha de trigo utilizada na receita pode variar - evite adicionar em excesso, pois a massa ainda vai absorver farinha na hora de modelar.
  4. Para modelar os nhoques: polvilhe a bancada com farinha de trigo. Retire uma porção de massa e, com as mãos, faça rolinhos de cerca de 1 cm de diâmetro. Com uma faca (ou espátula) corte os rolinhos a cada 2 cm. Transfira os nhoques para uma assadeira grande (ou refratário) polvilhada com farinha e reserve. Repita o processo com toda a massa.
  5. Leve uma panela grande com água ao fogo alto. Unte uma assadeira grande com óleo. Assim que a água ferver, adicione 1 colher (sopa) de sal.
  6. Com uma escumadeira, mergulhe cerca de 10 nhoques por vez na água fervente. Deixe cozinhar até subirem à superfície. Retire os nhoques, escorrendo bem a água pela escumadeira e transfira para a assadeira untada com óleo. Cozinhe o restante dos nhoques e não despreze a água do cozimento - ela vai ser utilizada para fazer o molho.
  7. Leve uma frigideira grande, de preferência antiaderente, ao fogo médio. Quando aquecer, junte ½ colher (sopa) de manteiga e adicione cerca de 30 nhoques. Deixe por 1 minuto de cada lado para dourar por igual. Transfira para uma travessa e doure o restante dos nhoques, adicionando manteiga a cada leva.
  8. Depois que dourar todos os nhoques, diminua o fogo da frigideira para baixo e acrescente 4 colheres (sopa) de manteiga. Assim que derreter, junte as folhas de sálvia e deixe cozinhar por cerca de 1 minuto para perfumar. Desligue o fogo e acrescente 1 concha da água do cozimento do nhoque. Faça movimentos circulares com a frigideira para misturar e formar um molho liso - não mexa com uma espátula, a gordura da manteiga pode separar do molho.
  9. Regue os nhoques dourados com o molho e as folhas de sálvia. Sirva a seguir.



segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Pagando promessa...

Há alguns anos prometi para um amigo especial, que faria "petit gateau" quando ele passasse no vestibular.

Ele passou, formou, fez um segundo curso, casou, mudou e o petit gateau continuava prometido... 

Para pagar a promessa, com juros e correção, preparei um gostoso almoço para esperá-los (ele e a esposa) depois de correrem a Volta da Pampulha. 

Escolhi essa linda toalha de linho, bordada a mão, presente da minha mãe, de sua última viagem a Portugal. Os copos bico de abacaxi da 1001 Festas combinavam com os porta guardanapos também verdes. Adorei a mesa. 

Servi como entradas, uma seleção de linguiças e salsichas alemãs, além de outros peticos tradicionais.

Para o almoço rondeli quatro queijos e bife de filé mignon feitos na nossa churrasqueira elétrica nova! Depois faço um post sobre ela contando como é!

E de sobremesa, tchan tchan tchan tchan!!!! Petit Gateau, com sorvete de creme e calda de frutas vermelhas! Sucesso total. Demorei, mas paguei minha promessa. De tão bom que foi, já estamos pensando no próximo encontro!

Beijos e até breve!

Letícia










sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Bolo de milho

Ei pessoal, tudo bem? Nesse clima de férias de janeiro, que tal fazer um delicioso bolo de milho para o café da tarde? Essa receita eu peguei com a Adriana, uma colega do meu trabalho, que já levou o maravilhoso bolo de milho em algumas ocasiões de café da manhã que fizemos.

Nunca sobra um pedacinho para contar história, pois é simplesmente divina! Acredito que o mesmo acontecerá aí, na casa de vocês. Espero que gostem e depois me contem se o bolo de milho foi um sucesso aí também. Beijos, 
Andreia

Ingredientes
:
  • 01 lata de milho verde
  • 01 lata de leite condensado
  • 01 vidro de leite de coco
  • 01 pacote de coco ralado 100 gramas (úmido e adoçado)
  • 01 colher (sopa) de manteiga ou margarina
  •  ¼ de óleo (usar a lata de milho como referência)
  • 05 ovos
  • 01 colher (sopa) cheia de fermento
  • 01 lata de milharina ou flocos de milho (usar a lata de milho como referência. Eu uso flocão da marca yoki)

Modo de fazer:


Bata, no liquidificador, as gemas, o leite condensado, o leite de coco, o óleo, a manteiga , o coco ralado e o milho verde (com a água).

Use a batedeira para fazer as claras em neve e reserve.

Após bater os ingredientes no liquidificador, misture em uma vasilha os flocos de milho, as claras em neve e, por último, o fermento.

Untar uma forma com manteiga e assar por mais ou menos 40 minutos.

Depois de assado, polvilhar por cima do bolo açúcar e canela, à gosto. Bom apetite!

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Almoço de ano novo

Para começar o ano com o pé direito, preparei com a ajuda da minha mãe um almoço bem gostoso no primeiro dia do ano.

O cardápio escolhido foi bacalhoada, feita pela minha mãe, acompanhada de arroz e salada. Para a sobremesa: cheesecake de amora (veja a receita aqui). Estava tudo uma delicia!

A mesa também foi arrumada com carinho e para acompanhar o cardápio escolhi jogos americanos com estampa de galinhos portugueses. Usei também guardanapos de tecido e papel sobrepostos e porta guardanapos de papel personalizados com a mesma estampa dos galinhos, que fiz há algum tempo atrás (veja como fazer aqui). Achei que mesa ficou muito simpática!

Aproveito a oportunidade para desejar mais uma vez um feliz ano novo a todos e que os desafios deste ano que se inicia se transformem em oportunidades de crescimento e realizações. Um beijo,
Luciana







segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Lanche para meninas

Tenho 7 afilhados, sendo apenas 1 menina. Outro dia, recebi essa afilhada para um lanche em minha casa. Nada chique, apenas muito carinho na preparação da mesa. Escolhi uma decoração suave em tons de rosa, para agradar a pequena, que chegou dormindo e nem viu a minha arrumação.

A bandeja temática e os sousplats são da linha Carrefour Home. Achei um encanto essa estampa de cupcakes! Para completar a produção usei as toalhas de papel, lá da 1001 Festas. Flores rosas e alguns itens decorativos para enfeitar. 

Para o lanche, salgadinhos, pão de queijo, pão francês quentinho, frios, rocambole, bolo de maçã com canela e docinhos variados. Não preciso dizer que tivemos uma tarde deliciosa! 

Que tal aproveitar essas dicas e preparar uma bela mesa de lanche nessas férias? Beijos pra vocês e até o próximo post!

Letícia