quarta-feira, 26 de abril de 2017

Presente de Portugal

Minha mãe viaja muito para Portugal e a cada viagem me traz de presente uma linda toalha de lá, que eu adoro!

A mesa de hoje teve como ponto de partida a toalha que ganhei da sua última viagem. Com a estampa típica e bem colorida de galinhos de Barcelos, dançarinos portugueses e peixes combinei sousplats de sisal nos tons de verde, vermelho, azul e amarelo. Louça branca, guardanapo branco e porta guardanapos coloridos nos mesmos tons completaram a mesa. No centro buchinhos em panelinhas coloridas usadas como cachepô. Que tal?

Para o almoço, saboreamos um delicioso bacalhau com batatas, molho branco e queijo. 

Falando em Portugal, vocês conhecem a lenda do galinho de Barcelos, símbolo do país?

"Segundo a lenda, os habitantes de Barcelos andavam alarmados com um crime, e, mais ainda, com o fato de não descobrirem o criminoso que o cometera. Certo dia, apareceu um galego que se tornou suspeito. As autoridades resolveram prendê-lo. Este jurava inocência, clamando que estava apenas de passagem em peregrinação a Santiago de Compostela, em cumprimento a uma promessa.

Condenado à forca, o homem pediu que o levassem à presença do juiz que o condenara. Concedida a autorização, levaram-no à residência do magistrado, que nesse momento se banqueteava com alguns amigos.

O galego voltou a afirmar a sua inocência e, perante aos presentes incrédulos, apontou para um galo assado que estava sobre a mesa e exclamou: “É tão certo eu ser inocente, como certo é esse galo cantar quando me enforcarem.”

O juiz empurrou o prato para o lado e ignorou o apelo mas, quando o peregrino estava a ser enforcado, o galo assado ergueu-se na mesa e cantou. Compreendendo o seu erro, o juiz correu para a forca e descobriu que o galego se salvara graças a um nó mal feito. O homem foi imediatamente solto e mandado em paz.

Alguns anos mais tarde, o galego voltou a Barcelos para esculpir o Cruzeiro do Senhor do Galo em louvor à Virgem Maria e a São Tiago. Esta escultura fica logo na chegada da cidade, no pátio das ruínas dos Duques de Barcelos." Fonte: http://www.dobrarfronteiras.com/lenda-galo-barcelos/

Interessante esta história, não é mesmo
Um beijo e até a próxima semana,
Luciana









Nenhum comentário:

Postar um comentário